Afinal tem até setembro para pedir suspensão do pagamento de créditos

2020-07-30

Data limite para aderir à moratória do Estado terminava em junho, mas foi alargada até 30 de setembro. Condições de acesso foram também facilitadas.

O prazo para adesão à moratória pública que permite a suspensão do pagamento das prestações de crédito, foi prolongado até 30 de setembro de 2020. Recorde-se que a data limite para pedir a moratória tinha terminado no final de junho.

Deste modo, os clientes bancários que não tenham aderido à moratória pública, mas que ainda pretendam beneficiar destas medidas de apoio, devem comunicar essa intenção aos seus bancos até ao dia 30 de setembro, tal como informa um comunicado emitido pelo Banco de Portugal.

Na nota, o supervisor relembra ainda que, além da nova data para pedidos de acesso, houve alterações também nas condições para a adesão a esta moratória, abrindo as portas a clientes cuja situação contributiva e fiscal não esteja inteiramente regularizada.

Assim, e desde que cumpram com as restantes condições de acesso legalmente previstas, podem pedir a moratória os clientes:

  • que tenham uma situação tributária e contributiva regularizada até ao dia 30 de abril de 2020 (não contando para esse efeito as dívidas contraídas em março);
  • que tenham uma situação irregular em que a dívida é inferior a 5000 euros;
  • que tenham em curso um processo negocial de regularização do incumprimento;
  • que peçam a regularização da sua situação até 30 de setembro.

Para mais informações contacte-nos aqui.

Texto elaborado a 27 de Julho de 2020 por E-Konomista.pt

Afinal tem até setembro para pedir suspensão do pagamento de créditos | Pratik Shoes