Bancos abrem a torneira do crédito à habitação

2017-11-04

maratona do crédito à habitação parece estar ao rubro. Nenhum dos participantes – todos eles bancos portugueses – quer ficar de fora do pódio, de tal forma que estão a reunir os esforços necessários para captar um maior número de clientes interessados no empréstimo para a compra de casa. Mostramos-te as ofertas de cinco instituições financeiras que estão a disputar "esta corrida".

O crédito à habitação está de boa saúde e recomenda-se. Pelo menos é o que dizem os números, a mostrar sinais de crescimento. A verdade é que este é um produto rentável para as instituições. Além das receitas, os bancos conseguem lucrar com todos os outros produtos que os clientes têm de subscrever caso pretendam o financiamento. De acordo com o Jornal de Negócios, os bancos voltaram a ser pró-ativos no que diz respeito à captação de clientes que queiram contrair um empréstimo para comprar casa. As ofertas são o espelho dessa proatividade e dessa “vontade” de fazer negócio.

Apresentamos-te agora as condições que, segundo a publicação, oferecem o BCP, a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Novo Banco, o Santander Totta e o Montepio se optares pelas ofertas de crédito à habitação que têm à tua disposição.

A oferta de alguns bancos

O Novo Banco, por sua vez, empresta 100% do valor do imóvel caso o cliente apresente um segundo imóvel como garantia. "Se pretende condições especiais de financiamento pode reforçar a garantia do seu empréstimo com um segundo imóvel seu ou, por exemplo, dos seus pais ou familiar próximo", escreve o banco.

No caso do Santander, a oferta centra-se na garantia de um spread mais baixo nos primeiros seis meses do ano. "Este crédito dá acesso a uma taxa de juro promocional de 1,23% nos primeiros seis meses", pode ler-se no site da instituição financeira. “Após os primeiros seis meses, será aplicada uma taxa variável que resulta da soma da média da Euribor a 12 meses ao spread”.

Bancos abrem a torneira do crédito à habitação | Pratik Shoes